2 Comentários

Kibon e a Corrente da Felicidade

Você escolhe um sorvete, vai até o caixa para pagar e surpresa!… outra pessoa já pagou o seu produto. Essa foi a ação criada pela agência New Content para a Kibon.
Eles instalaram câmeras em uma loja de conveniência, em São Paulo, para registrar a reação dos clientes com a notícia.

A ação rendeu elogios e críticas. Alguns comentários dizem que falta criatividade e que se parece com as propagandas da Coca-Cola.

O objetivo maior dessa ação não é simplesmente divulgar a marca ou o produto, mas abordar a emoção, o sentimento, mostrar o “lado bom” do ser humano. Fica nítido que o sorvete está sendo pago pelo próprio consumidor surpreso, mas a ideia é justamente essa, “a surpresa” em achar que um desconhecido foi gentil com você. E ao dizer “sim” para a “corrente da felicidade” e aceitar a pagar o sorvete para outra pessoa, significa que você é tão legal quanto o desconhecido gentil. Enfim, marketing emocional!

E você, o que achou?

Anúncios
Deixe um comentário

Belos anúncios Pierre Martinet

Para divulgar os novos sabores dos sucos da marca Pierre Martinet, agência explorou cores e formas dos ingredientes para a campanha impressa.

Apelo visual muito bem utilizado!!!

De acordo com os sabores de cada frasco, imagens sugerem combinações de frutas e legumes que certamente nos deixam com vontade de provar as bebidas.

Agência: SER (TBWA), Paris, França
Diretor de Criação: Thierry Buriez
Diretor de Arte: Jean-Pierre Roges
Redator: Eric Sintes
Fotógrafo: Laurent Fau / Studio des Fleurs

Deixe um comentário

Alfabeto Geek

Um alfabeto criado pela designer/ilustradora Emma Cook para ensinar o ABC de um jeito mais relevante, cultural e moderno.

O projeto é de 2011 e utiliza como elementos principais, palavras e marcas que os designers e geeks já estão acostumados.

Confira!!!

O que achou??

Deixe um comentário

As moscas mortas da Renault

Sinceramente, não consigo ver humor nessas peças criadas pela agência Publicis para o Renault Megane.

Tudo isso para dizer que, os 265 cavalos do modelo fazem com que ele alcance os 100km/h em 6 segundos e que isso provoca a morte dos insetos que se chocam com o para-brisa.

Agência: Publicis, Bruxelas, Bélgica
Diretores de Criação: Alain Janssens, Paulo Servaes, Tom Berth e Geert De Rocker
Diretora de Arte: Sophie Norman
Redator: Eric Piette
Fotógrafo: Magnus Muhr

Achei que a criação não foi feliz e se alguém quiser defender a ideia, por gentileza utilize o espaço dos comentários, ficarei imensamente grata!

Deixe um comentário

Que vergonha, Nokia!

Ao que tudo indica, a Nokia está passando por uma maré de azar, graças ao marketing mal planejado.

Primeiro, ela tenta criar um viral com a história de um rapaz que supostamente “perdeu seu amor na balada”. O tiro no pé foi grande e a história, que era totalmente falsa, gerou uma onda de revolta dos internautas que se sentiram enganados e com isso Conar e Procon foram acionados.

A poeira da “história de amor fake” baixou e eis que surge mais uma confusão com a marca. O motivo dessa vez é que, a Nokia lançou recentemente um comercial para divulgar o modelo Lumia 920, mostrando que é possível capturar dez vezes mais luz do que os concorrentes e seu estabilizador que evita imagens tremidas, um recurso chamado OIS. Até aí tudo bem!

O problema é que, o comercial mostra um rapaz filmando uma moça durante um passeio de bicicleta, utilizando seu Lumia 920, mas um erro de edição flagra o reflexo de duas pessoas em uma van, com outro tipo de câmera e mais o auxílio de um light, ou seja, o efeito de imagem foi ocasionado por outro tipo de equipamento.

Confira o vídeo (atenção para o segundo 27):

Depois de desmascarada, a Nokia divulgou comunicado com pedido de desculpas, lamentou a confusão criada, afirmou que queria simular o efeito do Lumia 920 e aproveitou a ocasião para postar um vídeo simples e curto que mostra o uso do OIS sem truques.

Vídeo de retratação da Nokia mostra o uso do OIS sem truques.

Depois de todas essas situações constrangedoras, só me resta dizer: Nokia, contrate urgentemente uma agência capaz de desenvolver algo realmente ético e profissional!

Deixe um comentário

Brasileiros nas redes sociais

Não fiquei surpresa com os dados desse infográfico, era de se esperar que ele apontasse como “a rede social mais amada do Brasil”, o Facebook.

O que achei novidade foi, o tempo que gastamos nessas redes e a predominância das mulheres neste quesito.

Veja só:

Fonte: Revista Galileu.

Se surpreendeu com as informações??

Deixe um comentário

iPad na onda vintage

Para os saudosistas de plantão, que já tiveram a oportunidade de digitar em uma máquina de escrever e sentem saudades de seu design, e para os que nunca chegaram perto de uma máquina de escrever, apresento-lhes o iTypewriter.

Acessório alia design retrô de máquina de escrever com tecnologia avançada de iPad.

O projeto consiste em um pequeno dispositivo com as mesmas características de uma máquina de escrever e ao apertar uma tecla proporciona uma descarga elétrica que imita o toque do dedo na tela do iPad, que está acoplado ao acessório.

A criação é de Austin Yang, um estudante de design de produtos da Faculdade de Arte de Edimburgo, na Escócia.

“O dispositivo facilita a digitação no iPad porque as pessoas se recordam da antiga experiência de digitar em uma máquina de escrever.” – Austin Yang

Veja o vídeo e entenda como o iTypewriter funciona:

Aos interessados em adquirir o acessório, ele ainda não está à venda.

O que achou dessa novidade?

Deixe um comentário

Vovó destruiu obra de arte de pintor espanhol

A notícia ganhou a atenção da mídia mundial e virou piada na web.

Uma senhora de 80 anos era voluntária e frequentava o Santuario de Misericordia, igreja espanhola em Borja, que sem más intenções, mas cheia de imprudência tentou restaurar a obra Ecce Homo do século 20, do pintor acadêmico Elias García Martinez.

O fato é que a senhora pegou a obra, levou para casa e realizou o desastre.

Obra Ecce Homo ANTES da “restauração”

Obra Ecce Homo DEPOIS da “restauração”

Segundo o jornal El País, “A cidade chora a destruição da peça, que tinha valor sentimental.”

“Por mais cômico que pareça, ela disse que ainda faltava terminar a restauração, e que estava inacabada.” – Centro de Estudos de Borja.

O que dizer sobre isso Brasil?? A vovó ganhou a tag “FAIL” aqui do blog. Sem mais!