4 Comentários

Indústria de Semicondutores em São Carlos

Primeira indústria de semicondutores da América Latina nasce em parceria com a Unesp, de Araraquara, Symetrix, dos EUA, e Grupo Encalso-Damha, de São Carlos, e terá investimento inicial de US$ 250 milhões para produzir memórias e sensores.

A empresa norte-americana Symetrix Corporation e o Grupo Encalso-Damha decidiram instalar no Parque Ecotecnológico de São Carlos, em SP, no segundo semestre de 2009, a primeira indústria de semicondutores da América Latina.

Na unidade, serão produzidos chips de memória ferroelétricas para os cartões inteligentes, que possuem diversas aplicações, como a utilização de bilhetes para o transporte público, telefonia celular, TV digital, controle médico de pacientes e movimentações bancárias, além de facilitar o acompanhamento da arrecadação do ICMS.

Essas memórias ferroelétricas têm vida útil de prazo indefinido e podem ser lidas e escritas por cerca de 100 trilhões de vezes“, segundo José Arana Varela, pró-reitor de Pesquisa da Unesp e docente do Instituto de Química.

O Estado de São Paulo disputava a indústria, desde o início do ano, com Rio de Janeiro e Pernambuco.
A nova indústria terá, em uma primeira etapa, investimentos estimados em US$ 250 milhões, com possibilidade de ampliação posterior para até US$ 1bilhão, de acordo com Marco Aurélio Damha, sócio do Grupo Encalso-Damha.

Além do investimento, estima-se que a fábrica gere pelo menos 700 empregos diretos no município, mão-de-obra altamente qualificada que deverá ser formada por mestres e doutores de áreas como química, física, engenharia, matemática e design de circuitos integrados.

A fábrica será um catalisador para instalação de novas empresas de alta tecnologia, criando condições necessárias para o País entrar efetivamente na era da nanotecnologia“, afirmou Marcos Macari, reitor da Unesp e acrescentou,

A Unesp produz conhecimento, mas não é sua detentora. O país é o grande detentor do conhecimento gerado nas universidades paulistas e cabe à iniciativa privada gerenciá-lo do ponto de vista industrial pensando no desenvolvimento do país”.

A iniciativa contará com o suporte científico e tecnológico do Centro Multidisciplinar para o Desenvolvimento de Materiais Cerâmicos (CMDMC), vinculado ao Instituto de Química do campus de Araraquara da Unesp (Universidade Estadual Paulista).

A fábrica deve faturar cerca de R$ 100 milhões nos primeiros anos de funcionamento. O mercado mundial de chip de memória gira em torno de US$ 53 bilhões e o Brasil tem entre 1% e 2% desse mercado. O objetivo do empreendimento é faturar com a substituição das importações desses dispositivos. Inicialmente, queremos suprir o mercado brasileiro, mas a idéia é exportar também”, disse Ricardo Castelo Branco, diretor comercial da joint-venture entre os dois grupos empresariais.

A instalação da indústria se beneficiará de um decreto presidencial relacionado ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Ciência e Tecnologia, que isenta de todos os impostos federais as empresas do setor de semicondutores, uma das quatro prioridades da Política Industrial, Tecnológica e de Comércio Exterior (Pitce) do governo federal.

Fonte: Unesp

Vale a pena saber:
Conforme entrevista dada a Intersom FM na semana passada, o prof. responsável José Arana ressaltou alguns pontos interessantes sobre a fábrica de Semicondutores:

A mão de obra da fábrica será diferente, e São Carlos não possui toda essa mão de obra especializada, e com isso irão trazer gente de todo o mundo, isso é normal, segundo ele disse.

São Carlos irá se tornar a capital da nanotecnologia que hoje não existe.

O entrevistador e também responsável pelo Intersom Debates Juquita, questionou o professor sobre quando a fábrica irá funcionar, e ele foi enfático dizendo que dependerá da atual crise, do fim dela, pois com a fábrica iremos atrair investidores como Austrália, Japão e EUA.

Juquita perguntou também ao prof. sobre os cursos que hoje existem na área de tecnologia, engenharia, química, se o que já existe consegue suprir toda essa “evolução tecnológica”, ou necessitamos de novos cursos com novas vertentes; e o prof. respondeu que “Os alunos precisam ter menos aula, e pensar mais”. Sobre a vinda de pessoas da Symetrix ao Brasil, o prof. disse que já vieram, e que a visita à São Carlos está prevista para o final deste mês ou começo de novembro.

Para finalizar, o professor José Arana nos informou que o grande articulador desta grande empreitada foi o Prof. Marcos Macari, reitor da Unesp Araraquara. Foi ele quem fez toda a negociação, com o grupo da Symetrix e com o grupo Damha; uma vez que a disputa pela indústria, estava entre São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco.
Provamos que temos conhecimento, e a Symetrix não escolheu o estado por seus “lindos olhos” e sim por seu conhecimento.

Colocando meu “modestinho” ponto de vista:

Primeiramente e resumidamente FORMIDÁVEL!.
Mas sobre esta última informação do prof. onde ele diz quem realmente negociou a vinda da fábrica para São Carlos, tenho à dizer que infelizmente políticos da atual administração de São Carlos, assim como o candidato à eleição apoiado por ele utilizou desta excelente notícia para “propagandear” nos últimos programas políticos, afinal a fábrica virá na gestão PT.

Independente de isso ter pesado ou não no resultado final, onde o apoiado que utilizou a notícia venceu; acredito que a maioria dos votos do tal candidato não correspondam à pessoas que se preocupem com tal tecnologia, não acredito que tenham este perfil.

Pois bem, aí a prova de que não foi nem um, nem outro, e sim o reitor da Unesp Araraquara Marcos Macari quem fez toda a negociação.

E que venha a nanotecnologia!

Anúncios

4 comentários em “Indústria de Semicondutores em São Carlos

  1. Post mto bem escrito! curti!

    e Viva São Carlos, a cidade Caipira da Nanotecnologia! rs

  2. Oi Diego nao consigo acessar seu blog… entao vou agradecer seu comentario por aqui.

    Obrigada, volte sempre! 😉

  3. […] Já fiz um post sobre a Indústria de Semicondutores em São Carlos, para ver clique aqui. […]

  4. Com certeza vai ser um grande avanço tecnológico para o Brasil.Quem é da área sabe da importância que isso trará para os diversos setores.Os nossos governantes com certeza estão apoiando um exelente projeto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: